Home Banco de Sangue Sobre doação de plaquetas Banco de Sangue Sobre

Sangue é uma substância nobre, responsável pelo transporte do principal combustível de nosso organismo, o oxigênio. Apesar das inúmeras tentativas de se criar um substituto, ainda não pode ser produzido industrialmente. Diariamente, milhares de pessoas precisam de sangue. Sem sangue, a saúde entra em colapso. Não é tarefa fácil manter os estoques. Por isso, cabe a cada um de nós pensar de que maneira um gesto espontâneo como esse pode mudar para sempre a vida de alguém.

Pessoas saudáveis podem e devem doar. Lembre-se: pode ser que um dia alguma pessoa de quem você goste muito (parente, amigo) venha a precisar de sangue. Inclusive você mesmo!

imagem
Sobre doação de plaquetas - INGOH - Instituto Goiano de Oncologia e HematologiaINGOH - Instituto Goiano de Oncologia e Hematologia
Banco de Sangue Unidades

Sobre doação de plaquetas

Plaquetas são fragmentos de células, presentes habitualmente no sangue, e muito importantes para a coagulação! São produzidas pela medula óssea e podem ser armazenadas no baço. Quando um vaso ou órgão é lesado, as plaquetas se prendem ao local formando uma barreira que evita o sangramento.

O processo de doação de plaquetas denomina-se de Plaquetaférese, e a técnica utilizada chama-se aférese, que significa “separar” ou “retirar”. Aférese é um procedimento realizado em um equipamento próprio, onde se retira do sangue um de seus componentes, com devolução dos outros componentes ao doador.

Para doação por aférese é necessária a punção de duas veias, de modo que o sangue que sai da veia, passa pelo equipamento onde fica retida a quantidade de plaquetas permitida para cada doação e o restante do sangue é devolvido, sem nenhum dano. As plaquetas retidas na máquina são automaticamente transferidas para uma bolsa coletora, a qual irá para o banco de sangue. O doador permanece em ambiente fresco e confortável e a coleta dura aproximadamente uma hora.

VANTAGENS:

1. Possibilidade de selecionar apenas o que deseja coletar, sem a necessidade de extrair uma porção completa (cerca de 450ml em doação convencional) de sangue do doador. Dessa forma, o doador pode doar novamente dentro de 48h.

2. Maior segurança para quem recebe esta doação. Um adulto geralmente necessita de 1UI de plaquetas convencional para cada 10Kg de peso, ou seja, um adulto de 80Kg necessitará de 8UI de plaquetas obtidas do processamento do sangue de 08 doadores convencionais. Se for utilizada plaquetas por aférese, será necessário, apenas 1UI. Uma unidade de plaquetas por aférese é proveniente de um único doador e corresponde a sete a dez unidades de plaquetas provenientes de doações convencionais, o seja, de vários diferentes doadores, com diferentes origens e hábitos de vida. O paciente recupera-se mais rapidamente, tem menos chances de ter reações transfusionais e de adquirir infecções