Edit Content
Search

Anticoagulantes orais – orientações de segurança

Você esta em:

  1. Home
  2. »
  3. Dicas de Saúde
  4. »
  5. Anticoagulantes orais – orientações de segurança

Indice

Orientação para pacientes em uso de anticoagulantes orais inibidores da vitamina K, como a varfarina (Marevan®) .

Para que serve este medicamento?

Este medicamento é usado para evitar que o sangue forme coágulos dentro dos vasos, situação em que são chamados de trombos.

Como funciona?

A capacidade do corpo de manter o sangue dentro do vaso é chamado de hemostasia. Esses medicamentos interfere neste sistema, mais especificamente no sistema de coagulação, fatores solúveis no plasma que apresentam capacidade de induzir a formação de coágulos. Muitas pessoas dizem que esses medicamentos afinam o sangue. No entanto, eles não tornam o sangue menos espesso, apenas menos propenso a coagular.

O mecanismo de coagulação normal é um processo complexo, que envolve várias substâncias, dentre elas as plaquetas, fatores de coagulação, anticoagulantes e fibrinolíticos. Os fatores de coagulação são produzidos pelo fígado e trabalham em sequência para formar o coágulo de sangue. Para que o fígado produza fatores de coagulação, quantidades adequadas de vitamina K devem estar disponíveis. Anticoagulantes orais bloqueiam a disponibilidade de vitamina K e limitam, dentre outras ações,  a produção de fatores específicos da coagulação (fatores II, VII, IX e X). Como resultado, o mecanismo de coagulação é alterado e o indivíduo leva mais tempo para o sangue coagular.

Por que preciso tomar anticoagulante oral?

Varfarina, Marevan®, Marcoumar®, dentre outros, são medicamentos prescritos para os pacientes que estão em maior risco para o desenvolvimento de coágulos de sangue, em termos médicos, dizemos que o paciente tem maior risco de trombose. Isto inclui pessoas com maior risco de trombose por outras condições (como os que tem válvula metálica ou um ritmo irregular no coração, chamada fibrilação atrial) e aqueles que desenvolveram coágulos  (trombo) anteriormente, como as pessoas que tiveram derrame, ataque cardíaco, trombose venosa profunda (TVP, trombo em veia profunda, em geral na perna) e embolia pulmonar (TEP, onde o coágulo das pernas, chamado de êmbolo, se desloca para o pulmão).

É também utilizado em pessoas que desenvolveram coágulos prejudiciais anteriormente, incluindo os que tiveram derrame, ataque cardíaco, trombose venosa profunda ou TVP (trombo em veia profunda, em geral na perna) e embolia pulmonar (onde o coágulo das pernas, chamado de êmbolo, se desloca para o pulmão).

Além disso, pode ser usada para impedir que um coágulo existente apresente crescimento maior do que o já apresentado.

Acesse o conteúdo completo, clique aqui e baixe o e-book agora!

 

Texto elaborado e revisado por
Dra. Mireille Guimarães Vaz de Campos  
Médica  do corpo clínico do INGOH
Especialista em Hematologia – Hemoterapia
CRM-GO 12.406/RQE 22965.
Texto revisado em Junho de 2021.