Anemia vira Leucemia? - INGOH - Instituto Goiano de Oncologia e HematologiaINGOH - Instituto Goiano de Oncologia e Hematologia
Home Dicas de Saúde Anemia vira Leucemia?
 
 

Anemia vira Leucemia?

Elaborado por:
Dra. Francielle Barreto Machado
Anemia vira Leucemia?  

“Por que meu médico me encaminhou para o Hematologista?”... “Será que anemia vira leucemia?”... “Será que eu estou com leucemia?”

Frequentemente recebo no consultório, pacientes com o olhar desconfiado, com uma pergunta presa na garganta e com medo de questionar, pois não querem ouvir a resposta.

Mas será que anemia vira leucemia?

Há várias causas para a anemia, inclusive as leucemias. Existem, basicamente, dois grandes grupos de leucemias: as leucemias agudas e as crônicas.

As leucemias agudas têm apresentação mais repentina, em que os sintomas aparecem mais rapidamente, como hematomas espontâneos, sangramentos gengivais, febre, cansaço, fraqueza, indisposição, dentre outros.

Nas leucemias crônicas, no geral, o quadro clínico é mais arrastado, podendo ocorrer os mesmos sintomas, porém de forma mais insidiosa, às vezes com febre baixa vespertina, emagrecimento, sudorese noturna e que levam meses para realmente incomodar os pacientes. Podem até mesmo serem assintomáticas, sendo descobertas em exames de rotina.

Existem as anemias hereditárias, em que a causa é alguma alteração genética e que geralmente são diagnosticadas na infância, como é o caso da anemia falciforme.

Há as anemias carenciais que são decorrentes da deficiência de algum nutriente, como o ferro ou a vitamina B12, por exemplo. Essas anemias podem ser secundárias a erros alimentares, deficiências na absorção ou perda em excesso do elemento em questão. Na anemia ferropriva, por exemplo, a causa mais comum é sangramento aumentado, seja por fluxo menstrual aumentado ou perda gastrointestinal (leia mais sobre anemia ferropriva).

Existem também as anemias secundárias às doenças crônicas como a insuficiência renal crônica, doenças da tireóide, colagenoses (reumatismos), infecções crônicas, diabetes e hipertensão arterial descompensadas.

Existem as causas hematológicas de anemia, como as anemias hemolíticas e as secundárias às neoplasias(câncer) hematológicas. As principais neoplasias hematológicas são as leucemias, linfomas, mieloma múltiplo e as alterações secundárias à insuficiência da medula óssea como na aplasia de medula e síndromes mielodisplásicas.

Basicamente, o tratamento da anemia depende da sua etiologia e dos sintomas apresentados pelos pacientes, podendo ser transfusões de sangue, reposição de vitaminas ou o tratamento da doença de base.

Resumindo, ANEMIA NÃO VIRA LEUCEMIA!!!! Pode simplesmente ser uma deficiência de vitaminas, mas pode originalmente ser um sintoma da leucemia. Na dúvida, procure um hematologista. É ele que poderá fazer o diagnóstico preciso e fornecer as orientações adequadas para cada caso.