Home Quimioterapia Os Efeitos Colaterais Quimioterapia Sobre

A quimioterapia consiste no emprego de medicamentos, chamados quimioterápicos, para combater células doentes (cancerígenas), destruindo e/ou controlando seu desenvolvimento. O tratamento com medicamentos anticâncer é um dos quatro métodos de se atacar o câncer. Pode ser utilizada com qualquer um dos outros métodos: radioterapia, imunoterapia e cirurgia, dependendo de fatores como tipo de tumor, localização e estágio da doença. Alguns dos medicamentos já estão amplamente testados e são encontrados no comércio. Outros, entretanto, ainda são drogas em investigação, estão sendo extensivamente pesquisadas e não estão disponíveis para todos.

Podem ser ministradas isoladamente (monoquimioterapia) ou combinadas (poliquimioterapia). Sendo esta última a que apresenta resultados mais eficazes, pois consegue maior resposta a cada aplicação, diminui o risco de resistência às drogas e consegue atingir as células em diferentes fases do seu ciclo.

O INGOH está preparado para administrar seu tratamento quimioterápico. Uma equipe experiente sempre comprometida com o seu bem-estar permanece ao seu lado em cada fase do tratamento.

imagem
Os Efeitos Colaterais - INGOH - Instituto Goiano de Oncologia e HematologiaINGOH - Instituto Goiano de Oncologia e Hematologia
Quimioterapia Unidades

Os Efeitos Colaterais

A principal característica dos tumores é o crescimento desordenado de células que, sob circunstâncias normais estão sob controle. Quando falamos em quimioterapia, falamos em drogas que inibem o crescimento e a reprodução das células. A grande vantagem é que as drogas são distribuídas para a maior parte do corpo e podem combater as células cancerosas onde quer que elas se encontrem. Infelizmente, essa grande vantagem é também sua grande desvantagem, as drogas não afetam somente as células cancerosas, mas também as células normais, principalmente aquelas que estão em constante renovação, como as da medula óssea, do aparelho digestivo e dos folículos capilares. Felizmente, as células normais têm uma enorme capacidade de repor-se e a maioria dos efeitos colaterais são temporários.

É impossível predizer qualquer efeito colateral em um paciente específico. Há muitos medicamentos e muitos tipos de câncer. Cada pessoa tem uma reação completamente diferente à mesma droga. No entanto, os efeitos colaterais, em geral, podem ser reunidos de acordo com a parte do corpo afetada pelas drogas:

. Aparelho digestivo - náuseas, vômitos, diarréia, obstipação (prisão de ventre), inflamações na boca e garganta.

. Medula óssea - redução no número de:

- células vermelhas (anemia);

- células brancas (leucopenia);

- plaquetas (plaquetopenia ou trombocitopenia).

. Sistema reprodutor

. Queda de cabelos e pêlos - pode ocorrer perda parcial e uma mudança em sua textura e cor. Pode trazer algum aborrecimento, mas esse efeito é temporário e todo o seu cabelo voltará a crescer.

. Emoções

. Outras reações na pele:

- erupções, associados ou não a coceira;

- descoloração, ao longo do percurso das veias, se há irritação do revestimento interno;

- pele seca, por isso sempre utilize cremes ou óleos hidratantes;

- sensibilidade à luz solar (conhecida como fotossensibilidade)- é recomendado usar sempre um filtro solar ou roupas para proteger a pele.

Alguns medicamentos podem causar outras reações. É aconselhável familiarizar-se com as drogas que lhe são aplicadas e com suas possíveis reações. Lembre-se de que cada pessoa reage diferentemente e que os efeitos colaterais são, em geral, temporários.