Sobre doação de medula

O Transplante de Medula (TMO) é um tipo de tratamento que consiste na transferência de uma medula óssea normal para um paciente com uma doença que afeta a produção das células do sangue, com o objetivo de reconstituição de uma nova medula.

Caso um paciente necessite de um TMO, procura-se inicialmente um doador na família do paciente (geralmente um irmão), este doador é chamado de doador aparentado. Se não houver um doador aparentado, a solução é procurar um doador compatível semelhante, ou seja, doador não aparentado. Busca-se, então um doador cadastrado que seja compatível. O Registro Brasileiro de Doadores de Medula Óssea (REDOME) está instalado no Instituto Nacional de Câncer (INCA) no Rio de Janeiro e foi criado para reunir informações de doadores voluntários de medula.

Caso deseje se tornar um doador, procure o Hemocentro mais próximo da sua casa. Você fará uma entrevista para esclarecer suas dúvidas e colher uma amostra de sangue (para exame genético, HLA, que verifica a compatibilidade entre doadores). Os dados do doador são inseridos no cadastro e a compatibilidade é verificada. Se confirmada, o doador é consultado para decidir se irá doar ou não. Sempre que surge um novo paciente, a compatibilidade é verificada com todos os doadores cadastrados. Para participar basta ter entre 16 e 69 anos e estar bem de saúde, menores de 18 anos (entre 16 a 17 anos) apenas com autorização por escrito do responsável legal.

Hemocentro em Goiás – Centro de Hemoterapia e Hematologia de Goiás – HEMOG
Av. Anhanguera, 5195 – Setor Coimbra – Goiânia – CEP: 74.535-010. Telefone: (62) 3201-4570 / 3201-4574

Deixe um Comentário