Edit Content
Search

Dia Mundial de Conscientização de Linfomas: informação e prevenção

Você esta em:

  1. Home
  2. »
  3. Notícias
  4. »
  5. Dia Mundial de Conscientização de Linfomas: informação e prevenção
Dia Mundial de Conscientização de Linfomas: informação e prevenção

Indice

Doença deve acometer mais de 15 mil brasileiros, em 2023, de acordo com estimativa do INCA. Diagnóstico precoce contribui para sucesso do tratamento

Dia Mundial de Conscientização de Linfomas

O Dia Mundial de Conscientização de Linfomas, celebrado anualmente em 15 de setembro, é uma data importante para aumentar a conscientização sobre essa doença, que é um tipo de câncer que afeta o sistema linfático. Essa parte do nosso organismo é responsável por defender o corpo contra infecções, e os linfomas são causados pelo crescimento anormal de células do sistema linfático.

A partir disso, os linfomas são divididos em dois tipos principais: linfoma de Hodgkin e linfoma não-Hodgkin. O primeiro é um tipo mais raro, que afeta principalmente pessoas com idade entre 20 e 30 anos, enquanto o segundo é o tipo mais comum da doença e pode afetar pessoas de todas as idades.

De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), são estimados mais de 15 mil novos casos de linfoma para cada ano do triênio 2023-2025. A conscientização sobre a doença é importante para que as pessoas possam identificar sintomas da doença precocemente, o que aumentam as chances de cura. Além disso, a prevenção também é importante para reduzir o risco de desenvolvimento de linfomas.

Especificidades dos linfomas

Os linfomas podem se desenvolver em qualquer parte do corpo, mas geralmente se manifestam em gânglios linfáticos, que são pequenas glândulas localizadas em diversos pontos e também são conhecidos por linfonodos. Os linfomas podem ser divididos em dois subtipos, de acordo com o tipo de célula afetada

Linfomas B são causados pelo crescimento anormal de células B, responsáveis pela produção de anticorpos. Em contrapartida, os linfomas T são causados pelo crescimento anormal de células T, responsáveis pelo combate a infecções.

Sintomas e tratamentos

Os sintomas dos linfomas podem variar de acordo com o tipo e o estágio da doença, sendo que os mais comuns são:

  • Aumento dos gânglios linfáticos (popularmente chamados de íngua);
  • Perda de peso;
  • Febre;
  • Cansaço;
  • Sudorese noturna;
  • Falta de ar e tosse.

Como os sintomas podem induzir a diversos diagnósticos, é essencial procurar auxílio médico especializado para que os descartes sejam realizados e, assim, iniciar o tratamento adequado. Esse, inclusive, depende do tipo, do estágio da doença e da saúde geral do paciente. Quimioterapia, radioterapia e transplante de células-tronco são opções a serem avaliadas.